Aba

segunda-feira, 22 de julho de 2019

50 anos da viagem do ser humano à Lua


Em 16 de julho de 1969, a Agência Espacial Estadunidense (National Aeronautics and Space Administration – NASA) lançou no espaço uma nave sendo tripulada pelos astronautas Neil Armstrong, Michael Collins e Buzz Aldrin.

Astronautas. Fonte: Nasa

Quatro dias depois, em 20 de julho, Neil e Buzz pisaram no solo lunar, sendo Neil o primeiro, enquanto Michael permaneceu no módulo de comando da nave. Após cerca de vinte e duas horas de operações, eles retornaram à espaçonave e no dia 24 de julho pousaram no Oceano Pacífico, de onde foram resgatados.
Astronautas na Lua. Fonte: Nasa

Sem dúvida, a ida à Lua foi um dos maiores feitos da humanidade até hoje e, embora seja uma informação amplamente difundida na sociedade, muitas dúvidas sobre esse fato ainda existem. Há inclusive quem questione a sua veracidade.
O que levou o ser humano à realizar uma viagem tão desafiadora? A busca por conhecimento e avanços científicos pode ser uma das respostas para isso, mas, certamente não foi a única motivação. O contexto político do momento melhor justifica tamanha proeza. Na época, os Estados Unidos da América (EUA) e a União Soviética (URRS) travavam disputas políticas, o que ficou conhecido como Guerra Fria, e entre os campos da disputa estava a exploração espacial. A conquista do espaço era uma demonstração de avanço tecnológico e de poder de armas para o mundo. A URRS liderou o início da corrida espacial conseguindo enviar em 1957 o primeiro satélite à orbita da Terra e o primeiro ser vivo ao espaço (uma cadela). Já em 1961, a URSS enviou o primeiro homem ao espaço. A liderança soviética estimulou mais investimento estadunidense na pesquisa aeroespacial, culminando com a criação da NASA. Ainda em 1961 os EUA enviaram um homem ao espaço, mas ainda estavam atrás na corrida. Em vista de passar à frente, os EUA lançaram o programa Apollo, que durou vários anos e incluiu várias etapas e expedições, com diferentes objetivos, sendo que o principal era realizar um pouso tripulado na Lua e voltar à Terra, o que foi cumprido na missão chamada de Apollo 11. Após isso, os EUA enviaram humanos à Lua mais algumas vezes até o ano de 1973.
Quanto custou aos EUA a ida do ser humano à Lua? Segundo dados atualizados ao valor do dólar em 2018, entre os anos 1959 e 1973 foram gastos cerca de 131,8 bilhões de dólares, o equivalente a 428 bilhões de reais. Estes valores representam mais de 5% dos gastos públicos dos EUA na época.
Porquê o ser humano não voltou mais à Lua se a tecnologia de hoje é mais avançada que a da época? O orçamento atual da NASA é bem inferior ao da época, representando cerca de 0,4% dos gastos do governo, o que inviabiliza expedições desse porte.
Não seria mais útil investir todos esses recursos financeiros na Terra em vez de explorar o universo? Embora algumas pessoas acreditem que a exploração espacial seja um gasto de recurso, que poderia estar sendo utilizado para resolver problemas da Terra, o conhecimento científico e tecnológico gerado durante as pesquisas permitiu o desenvolvimento de várias áreas como a medicina, a informática e as ciências climáticas, que tem repercusão no nosso dia-a-dia na Terra. Esse é um exemplo de como a pesquisa científica apenas com o intuito de buscar conhecimento pode trazer benefícios.
Porquê existem pessoas que não acreditam que o ser humano foi até a Lua? Existem várias teorias da conspiração que defendem que o ser humano nunca foi à Lua e vários argumentos se baseiam na análise das fotos e vídeos da viagem divulgados pela NASA. Segundo alguns conspiracionistas, tudo não passa de uma farsa cinematográfica montada pelo próprio governo estadunidense para se consolidar como potência política mundial. Porém, existem fortes argumentos que sustentam o feito de 1969 como o fato de cerca de 400.000 pessoas terem trabalhado direta ou indiretamente no projeto, o que torna impossível que uma farsa seja sustentada há 50 anos por tanta gente. Além disso, os próprios soviéticos nunca questionaram a veracidade da ida do ser humano à Lua. Teorias da conspiração devem sempre existir, pois algumas pessoas preferem negar fatos do que compreender os argumentos que os confirmam.
A exploração espacial ainda é bastante desafiadora para a humanidade, mas à medida que ela avança, o nosso conhecimento sobre o universo se expande e nossa ciência se desenvolve.

Para saber mais:
https://brasilescola.uol.com.br/historiag/apollo-11.htm
https://brasil.elpais.com/brasil/2018/02/15/ciencia/1518660959_356601.html
https://brasil.elpais.com/brasil/2019/06/21/actualidad/1561128132_157440.html
https://www.megacurioso.com.br/ciencia/106021-voce-tem-ideia-de-quanto-a-viagem-do-homem-a-lua-custou-aos-eua.htm

Sobre o Autor: Adauto Lima Cardoso é biólogo, mestre e doutor em Genética pela Universidade Federal do Pará e pela Universidade Estadual Paulista, respectivamente. Atualmente realiza pós-doutorado no Departamento de Morfologia do Instituto dse Biociências da UNESP.

Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Seja um colaborador!

Postagens populares

Total de visualizações

Seguidores

Tecnologia do Blogger.