Aba

terça-feira, 3 de julho de 2018

É realmente hora de voar? Pássaros que saem do ninho fora da hora podem trazer desastre para toda a família



Para pais com crianças crescidas, alguma vezes a dor de um ninho vazio é imensa. E parece que pássaros passam por algo similar, porém mais mortal. Quando pássaros jovens saem do ninho mais cedo, eles ajudam as futuras gerações a sobreviver, mas eles mesmo tem uma maior chance de morrer, de acordo com um novo estudo.

“Não existe uma única solução ótima. Esse trabalho não é só sobre pássaro, é sobre como os animais evoluem para tomar essa decisão.” - Rick Relyea, ecólogo não envolvido com o estudo do Instituto Politécnico Rensselaer em Troy, Nova Iorque.

Pássaros jovens podem ter uma vida dura, assim como seus pais. Um ninho muito barulhento pode acabar atraindo predadores que pode acabar com todo o esforço reprodutivo de um ano em apenas uma bocada. Por causa disso, os pais pássaros incentivam seus filhotes a sair do ninho mais cedo, mesmo quando eles não estão exatamente prontos, aumentando a chance de pelo menos um sobreviver e literalmente garantindo que todas suas crias não estejam todas no mesmo lugar. Porém esses jovens pássaros sofrem bastante com isso, já que sua taxa de mortalidade é de 70%, comparado com apenas 12% de espécies que são retardatárias.

Para entender os motivos por trás dessa diferença, um grupo da universidade de Montana em Missoula, EUA, pensaram que as taxas de sobrevivência tinham relação com quão pronto para voar as crias estavam, então eles testaram a habilidade basal de voo em diferentes idades de cerca de 12 espécies e gravaram os resultados em um vídeo de alta velocidade:



Como esperado, os pássaros mais jovens tinham asas pouco desenvolvidas e voaram mal. Além disso, quando os pesquisadores forçaram algumas fuinhas-dos-juncos (que possuem uma das menores taxas de sobrevivência entre as espécies estudadas) a ficarem em seus ninhos por 13 dias ao invés de 10, mais chegaram à fase adulta. Apenas 10% morreram no período de 7 dias, comparado com 30% dos apressados.

Será que isso serve como paralelo para pais humanos? Alguns paralelos existem, porém a questão cultural faz muita diferença, tornando esse tipo de decisão algo muito mais complicado.

Quer saber mais?
Links em inglês:
http://advances.sciencemag.org/content/4/6/eaar1988
http://www.sciencemag.org/news/2018/06/time-fly-birds-leave-nest-wrong-time-can-bring-disaster-whole-family





Por: Lucas Farinazzo Marques
kim_farinazzo@hotmail.com
Sobre o autor: Biólogo pela Universidade Federal de Juiz de Fora, e atualmente trabalha com Bioinformática.
Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Seja um colaborador!

Postagens populares

Total de visualizações

Seguidores

Tecnologia do Blogger.