Aba

segunda-feira, 30 de abril de 2018

Mutantes do fundo do mar? Povo Bajau apresenta perfil genético adaptado ao mergulho livre



A história lembra grandes personagens do cinema e dos quadrinhos e pode até parecer mentira, mas não é. Os Bajaus são um povo que vive próximo às águas das Filipinas, Malásia e Indonésia e são conhecidos como “nômades do mar”. Atualmente, sua cultura e seu estilo de vida estão ameaçados pela pesca industrial e pela ausência do reconhecimento de cidadania (grupo marginalizado). A principal atividade econômica dessa população é a pesca por mergulho livre. Sem nenhum tipo de equipamento ou aparato de mergulho sofisticado, eles passam cerca de 60% do seu dia de trabalho mergulhando a profundidades de 70 metros, ficando em apneia por até 13 minutos.

Imagem de famílias e moradias do povo Bajau (créditos da foto: Melissa Ilardo).
Por muito tempo, os cientistas tentam entender o fenômeno da hipóxia estudando populações que moram em grandes altitudes. No entanto, nenhum estudo anterior havia apresentado resultados tão consistentes como o recente estudo da pesquisadora Melissa Ilardo, da Universidade de Copenhagen (Dinamarca), publicado em 19 de abril de 2018. Melissa e seus colaboradores estudaram o povo Bajau, coletando o material genético (DNA) e mensurando o tamanho do baço dos indivíduos. Por que? Sabe-se que, durante a hipóxia, humanos e outros mamíferos, respondem com bradicardia (para diminuir o consumo de oxigênio), vasoconstrição (para que o sangue seja direcionado seletivamente a órgãos mais sensíveis à falta de oxigênio) e contração do baço (para que haja liberação de um aporte extra de células sanguíneas no sistema circulatório). Dessa forma, Melissa buscou por alterações do baço que pudessem estar associadas a alterações genéticas e, assim, explicar a “supercapacidade” desses seres humanos tão singulares.

Imagem de um típico mergulho de pesca praticado pelos Bajaus (créditos da foto: Melissa Ilardo)
Os resultados do estudo mostraram que a população dos Bajau apresenta baços até 50% maiores que as populações próximas (que vivem em regiões próximas, mas não fazem parte do povoado e não praticam o mergulho livre). Além disso, após uma análise de comparação genômica dos indivíduos, verificaram a presença de variantes de diversos genes (com mutações específicas), que estão sob pressão de seleção positiva. Isso significa que esses genes são muito importantes para a população e, portanto, a seleção natural favorece seu estabelecimento. Dentre a lista de genes encontrados, destacam-se os genes PDE10A e BDKRB2.

O gene PDE10A está relacionado à função da glândula tireoide e ao tamanho do baço.  A tireoide produz hormônios que regulam a produção de células sanguíneas durante o desenvolvimento embrionário e, nesse caso, pode estar aumentando a produção de glóbulos vermelhos e, por consequência, requisitando um aumento do baço para armazenamento de um estoque.

Já o gene BDKRB2 está associado com o aumento de vasoconstrição de vasos periféricos, o que ajuda o direcionamento do sangue a órgãos vitais como coração, pulmões e cérebro. Em combinação, esses genes devem atuar na resistência desses indivíduos durante o mergulho e essa característica genética é herdada na população dos Bajau. Essa é uma adaptação evolutiva recente na história humana e, por isso, tão interessante!

Quer saber mais?
-Em português:
https://www.nationalgeographicbrasil.com/cultura/2018/04/bajaus-primeiros-humanos-genetica-dna-mergulho-pesca
https://super.abril.com.br/ciencia/cientistas-descobrem-genes-que-ajudam-humanos-a-mergulhar/
-Em inglês:
Artigo original: https://www.cell.com/cell/fulltext/S0092-8674(18)30386-6
http://www.bbc.co.uk/news/science-environment-43823885
https://www.youtube.com/watch?v=6-oDEndXU0U



Por: Érica Ramos
erica.ramos00@gmail.com
Sobre a autora: Bióloga e Mestre em Ciências Biológicas (Genética) pela UNESP, apaixonada pelo tema Educação e, também, editora desta página de Divulgação Científica. No momento atua como aluna de doutorado na UNESP, na área de Genética.

Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Seja um colaborador!

Postagens populares

Total de visualizações

Seguidores

Tecnologia do Blogger.