Aba

quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018

CSI 003: Perdido em Marte





Por: Carolina S. Santos

anacarol1712@gmail.com


No filme Perdido em Marte, o astronauta Mark Watney se perde de sua equipe em uma missão no solo marciano e acaba ficando preso no planeta, completamente sozinho. Procurando sobreviver naquele ambiente, ele acaba improvisando uma estufa no interior de seu alojamento com fezes, solo marciano e água, produzida a partir de hidrazina, que utiliza para cultivar batatas e, assim, obter alimento. Mas será que uma plantação deste tipo seria viável em Marte?


(Cena do filme Perdido em Marte)

A NASA, em parceria com cientistas do Centro Internacional de Batatas (sim, isso existe!), localizado em Lima, no Peru, está fazendo uma pesquisa para descobrir se realmente é possível cultivar batata em terrenos extraterrestres, e qual tipo de batata seria melhor para ser utilizada neste cultivo. Pode não parecer, mas o solo em Marte contêm nutrientes necessários para as plantas sobreviverem. Talvez não encontremos nesse solo a quantidade exata de nutrientes para o crescimento das mesmas, e por isso adubos específicos seriam necessários para que a plantação tivesse sucesso. Para avaliar qual variedade se adapta melhor a este tipo de solo, 100 tipos de batatas estão sendo cultivadas no deserto do Atacama e avaliadas quanto à viabilidade de utilizá-las em plantações em solos extraterrestres.

Laboratórios no Centro Internacional da Batata com amostras de mais de 4 mil tipos de batata

O deserto Pampas de La Joya, no Peru, foi escolhido por "imitar" as condições de solo encontradas em solos como o de Marte. Por serem solos vulcânicos, com baixas quantidades de microorganismos e matéria orgânica, e altas quantidades de elementos químicos oxidantes, esta região foi considerada a mais próxima do solo marciano. A atmosfera semelhante à de marte, com 95% de dióxido de carbono, será simulada em laboratório.

Batatas cultivadas no Centro Internacional da Batata, localizado em Lima, no Peru.

As batatas foram escolhidas para a realização dos experimentos por serem alimentos resistentes e nutritivos, além de serem importantes fontes de vitamina C, ferro, zinco carboidratos e proteínas, e se todas essas características já não fossem o suficiente, ela ainda serve para outros fins que não o alimentício. As batatas roxas, vermelhas e amarelas podem ser usadas como tintura, além de servirem como bateria. Se os resultados forem positivos, uma plantação de batatas poderá ser incluída nos planos da NASA de enviar seres humanos para morar em Marte, visto que para se estabelecer moradia no planeta, seria necessária uma fonte de alimentos.


(Cena do filme Perdido em Marte)

Além de auxiliar na instalação de uma população em solos extraterrestres, a capacidade de cultivar batatas em condições extremas, como as encontradas em Marte, também pode salvar vidas no planeta Terra. Os pesquisadores do Centro Internacional de Batatas acreditam que compreendendo em quais condições climáticas e biológicas as batatas podem crescer, podemos aprender a lidar com as mudanças climáticas no nosso planeta, sem perder a capacidade de produção alimentícia.
Será que com essa pesquisa o McDonald’s entraria na corrida espacial para se tornar o primeiro fast-food de Marte? Vamos aguardar!

E assim terminamos a nossa investigação CSI003. Querem investigar alguma série ou filme? Mandem suas sugestões nos comentários! Até a próxima!

Sobre a autora: 
Carolina: Biomédica, doutoranda na área de Genética de Microrganismos pelo Programa de Pós-Graduação em Ciências Biológicas (Genéticas) do IBB/UNESP Botucatu.

Quer saber mais? Veja os links abaixo:
https://www.nasa.gov/feature/can-plants-grow-with-mars-soil
https://cipotato.org/press-room/blog/potatoes-on-mars/
https://www.youtube.com/watch?v=AE3b7Oe_kys

Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Inicio

2 comentários:

  1. Ótimo texto! Achei que esse era um filme sobre o espaço, mas é uma das maiores homenagens aos cientistas que eu já vi!! Me emocionei mais do que deveria hahaha

    ResponderExcluir
  2. Que bom que você gostou, Eric! O filme realmente tem um teor cientifico muito grande. Quem gosta de ciência e astronomia não pode deixar de assistir.

    ResponderExcluir

Seja um colaborador!

Postagens populares

Total de visualizações

Seguidores

Tecnologia do Blogger.