Aba

segunda-feira, 15 de janeiro de 2018

Álcool e câncer, qual a relação?


Por:
Cristiane S. Alves 
cris_desantis@yahoo.com.br
Será que o consumo moderado de álcool pode causar câncer? E aquela cervejinha do happy hour e do final de semana?

A relação entre o consumo de álcool e o câncer sempre esteve em pauta, mas agora, um estudo publicado por cientistas da Universidade de Cambridge no Reino Unido, pela revista Nature, na primeira semana de 2018, pode ter desvendado o mecanismo de como o consumo de álcool pode causar câncer.

Danos ao DNA ocorrem ao acaso e todos nós estamos sujeitos a essas mutações aleatórias, que podem ocasionar diversas doenças, principalmente o câncer. Mas, este estudo sugere que o consumo de álcool pode aumentar as chances destas mutações acontecerem.

O grupo de pesquisa estudou essa relação em camundongos, e chegou à conclusão de que um dos compostos gerados durante o metabolismo do álcool, o acetaldeído, pode causar a quebra da dupla fita do DNA em células tronco hematopoiéticas, alterando seu DNA.

Desta maneira, as células recém geradas do sangue vão herdar tais alterações, podendo comprometer seu correto funcionamento e podem se espalhar pelo corpo.

Nosso organismo já está equipado com uma 'arma' contra o acetaldeído, uma enzima chamada de aldeído desidrogenase 2, ALDH 2. Esta enzima é capaz de transformar a substância tóxica - acetaldeído - em acetato, uma substância que as células utilizam como fonte de energia.

A ALDH2 quebra o acetaldeído assim que ele é formado. Mas como já sabemos, existem populações, como algumas populações do sudeste asiático, que possuem mutações no gene da ALDH2, e acumulam o acetaldeído no organismo quando ingerem álcool, causando vermelhidão facial e corporal, dor de cabeça, náuseas, vômito, taquicardia e mal-estar generalizado. Estas populações também são mais suscetíveis a cânceres de esôfago, faringe e do sangue.

No experimento do grupo de Cambridge, os pesquisadores utilizaram camundongos com mutações no gene da ALDH2 e verificaram que, após o consumo de álcool, tais camundongos sofrem 4 vezes mais danos no DNA do que os animais sem a mutação. Esses dados indicam um possível caminho para o entendimento de como o consumo de álcool pode desencadear o câncer.

Apesar de o estudo ter sido realizado com doses altas de álcool - 5,8 gramas por quilo - simulando um consumo excessivo da substância, sabe-se que o álcool pode causar câncer por outras vias, diferentes da estudada neste trabalho.

Fica a dica: moderação no consumo de álcool, sempre!



Sobre a autora:  pós-doutoranda do Laboratório de Telômeros no Departamento de Genética do IBB-UNESP de Botucatu. Bióloga pelo IBB-UNESP de Botucatu, com Mestrado e Doutorado em Ciências Biológicas (Genética) pela mesma instituição, com período sanduíche na Universidade de Utah, em Salt Lake City e Cold Spring Harbor Lab, em Nova York, EUA.

Ficou curioso? Acesse os links abaixo:
Inglês:
https://www.nature.com/articles/nature25154
http://www.iflscience.com/health-and-medicine/alcohol-found-to-physically-break-dna-in-stem-cells-providing-potential-cause-for-cancer/

Português:
https://exame.abril.com.br/ciencia/alcool-danifica-dna-e-provoca-tumores-e-cancer/
https://www.brasil247.com/pt/saude247/saude247/335483/Consumo-de-álcool-Estudo-revela-como-ele-atinge-o-DNA-e-aumenta-o-risco-de-câncer.htm
https://oglobo.globo.com/sociedade/saude/estudo-mostra-como-alcool-danifica-dna-aumenta-risco-para-cancer-22250436
https://g1.globo.com/bemestar/noticia/estudo-mostra-como-consumo-de-alcool-eleva-risco-de-cancer.ghtml
Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Seja um colaborador!

Postagens populares

Total de visualizações

Seguidores

Tecnologia do Blogger.