Aba

quinta-feira, 21 de dezembro de 2017

O mistério da Estrela




Por: Beatriz Jacinto Alves Pereira
bia_jap@hotmail.com



Ah, o Natal! Época de trocar presentes, de encontrar amigos e familiares, tempo de festa!
Mesmo tendo muitos significados e sendo comemorado por diversas culturas, todos conhecem, mais ou menos, a história cristã do natal: O messias que nasceu numa estrebaria e foi visitado por pastores e sábios vindos do oriente, guiados por uma estrela que ficou ali, imóvel, sob a casa onde estava o menino. Mas seria possível um evento astronômico assim?
Hoje, trazemos para vocês algumas teorias que surgiram a respeito desse mistério e o que a ciência nos conta sobre isso:

  • Tudo Mitologia

Alguns estudiosos (e alguns religiosos também) acreditam que a Estrela de Belém não foi um evento astronômico. Analisando as descrições bíblicas, alguns grupos elencaram características inerentes a estrela que a tornam “única e incompatível com qualquer astro”: ela significa nascimento, reinado, está ligada as tradições do povo Judeu, entre outras. Dessa maneira, duas hipóteses são possíveis: toda a história da Estrela faz parte de uma mitologia complexa do cristianismo e nunca existiu de verdade, ou foi um milagre feito para cumprir uma profecia de milhares de anos.

  • OVNI

Embora não seja uma teoria cientifica, algumas pessoas acreditam na possibilidade de uma nave espacial ter aparecido e guiado os magos do oriente até o local do nascimento de Jesus. Entretanto, até o presente momento, nenhuma forma de vida inteligente foi identificada fora do planeta Terra e não há confirmação de existência de naves alienígenas, tornando essa hipótese bem improvável.

  • Evento astrológico: Conjunção dos planetas Júpiter e Saturno

Nessa teoria proposta por Johannes Kepler em 1614, uma conjunção desses planetas teria originado uma nova, o que é impossível, uma vez que a conjunção é apenas a aproximação visível desses planetas e a nova é a junção de uma estrela anã branca a matéria de outra estrela, o que a deixa instável e gera uma explosão. Kepler dizia que, para o povo da época, eventos astrológicos tinham grande significado e que uma conjunção poderia ser compreendida como um presságio de algo que viria a acontecer. Embora existam registros de conjunções desses planetas, as datas são irreconciliáveis.


Foto de uma conjunção dos planetas  Jupiter e Saturno observada da Terra 

  • A estrela era um cometa

Essa teoria de 2004 traz duas possibilidades: a de que o famoso cometa Halley passou pela Ásia, foi identificado e seguido pelos magos até Belém, ou outro cometa qualquer foi identificado pelos magos e seguido até Belém. Embora existam registros da passagem do Halley pela Ásia e que ele parecia “parar sobre algumas cidades”, as datas são bem controversas. Mesmo assim, outro cometa poderia reproduzir o mesmo “comportamento” e parecer parado sobre cidades específicas, como na história cristã onde a estrela estava parada sobre a cidade do menino Jesus.

Foto do cometa Halley tirada por satélite. 

  • Uma Supernova em Andrômeda

Partindo do evangelho de Mateus, da Bíblia, o cientista Dr. Frank J. Tipler da Universidade de Tulane, New Orleans, realizou uma série de cálculos e supôs a existência de uma supernova (que é quando uma estrela com massa de, pelo menos, 10 sois chega ao fim de sua vida gerando uma superexplosão) na galáxia de Andrômeda. Tipler partiu do princípio de que os sábios do oriente poderiam ser astrônomos ou astrólogos, de acordo com os evangelhos originais, e saberiam distinguir uma estrela de cometas, conjunções e afins; portanto, se eles relataram uma estrela, realmente poderia ser uma estrela. Sendo assim, o pesquisador assumiu que o astro foi visto antes do ano 0 antes de cristo, nascendo no Leste. A partir daí, calculou que uma supernova na galáxia de Andrômeda poderia ter sido vista na mesma data e local dos registros bíblicos, podendo ser a famosa Estrela de Belém.


Essas são algumas teorias. Qual delas você acha mais provável? Deixe seu palpite aqui nos comentários e Boas festas!

Quer saber mais sobre essas teorias? Siga os links!
http://www.bristolastrosoc.org.uk/www/media/Publications_BAS_Documents/the_star_of_bethlehem.pdf
http://129.81.170.14/~tipler/starofbethlehem.pdf
http://www.bethlehemstar.com/
http://www.siteastronomia.com/novas-e-supernovas-o-que-sao

Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Seja um colaborador!

Postagens populares

Total de visualizações

Seguidores

Tecnologia do Blogger.