Aba

quarta-feira, 16 de agosto de 2017

Experiências fora do corpo, tonturas e despersonalização... qual a relação entre tudo isso?

 
Por: Érica Ramos
erica.ramos00@gmail.com


Muitas pessoas já relataram ter vivenciado experiências extra corpóreas ou fora do corpo (Out of Body Experiences - OBE). Esse tipo de experiência pode acontecer em diversas situações, dentre elas, dormindo, sonhando ou acordado (plena lucidez).
Alguns estudos já haviam relacionado este tipo de fenômeno com o sistema auditivo (Figura 1), afinal de contas é nesse sistema que se encontra o vestíbulo, um dos responsáveis pelo nosso equilíbrio (veja mais sobre!). Entretanto, os estudos eram realizados em grupos de poucas pessoas e não era possível saber se os indivíduos possuíam algum tipo de transtorno mental.

Figura 1: Sistema auditivo humano


Mas a boa notícia é que, em junho de 2017, cientistas da Universidade Aix-Marseille (França) conseguiram associar as experiências fora do corpo com disfunções do sistema vestibular (orelha interna). Os pesquisadores estudaram o histórico médico e realizaram exames no sistema auditivo de 420 pessoas, de diferentes idades, sexo, classe social e estado civil. As pessoas foram divididas em 2 grupos experimentais, respeitando suas características (sexo, idade, etc) para comparação:
1-grupo controle (sem nenhum transtorno mental e sem disfunções do sistema auditivo)
2- grupo com histórico de tonturas/perda de equilíbrio.
Às pessoas de ambos os grupos foram entregues questionários, perguntando se já haviam vivenciado OBEs (lúcidos/acordados) e, em caso positivo, eram investigados maiores detalhes a respeito.
Dentre o grupo controle, 5% relataram ter vivenciado OBEs, já no grupo que apresenta sintomas de tonturas, 14% relataram ter vivenciado tal experiência. Além disso, a maioria das pessoas no grupo que apresenta sintomas de tonturas vivenciou OBEs após o início  dos episódios de perda de equilíbrio. Essa observação nos ajuda a entender que problemas no aparelho auditivo podem ser o “gatilho” de OBEs nas pessoas.
Outros transtornos foram estudados nestes indivíduos, tais como depressão, ansiedade e despersonalização e esses se mostraram os principais indicadores para OBEs em pacientes com tonturas.
Dessa maneira, os cientistas concluíram que problemas na orelha interna, combinados a fatores psicológicos (despersonalização, ansiedade e despersonalização), estão fortemente relacionados às sensações de percepção alteradas,  vivenciadas nas experiências extra corpóreas.



Sobre a autora:
 Bióloga e Mestre em Ciências Biológicas (Genética) pela UNESP, apaixonada pelo tema Educação e, também, editora desta página de Divulgação Científica. No momento atua como aluna de doutorado na UNESP, na área de Genética.

Quer saber mais? Veja os links abaixo:
-Em português
http://revistagalileu.globo.com/Ciencia/noticia/2017/07/experiencia-fora-do-corpo-resposta-pode-estar-nos-problemas-de-ouvido.html
-Em inglês
http://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0010945217301892?via%3Dihub
Imagens retiradas de buscas no google.
Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Seja um colaborador!

Postagens populares

Total de visualizações

Seguidores

Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.