Aba

sexta-feira, 4 de agosto de 2017

Como as plantas se reproduzem? Material de incentivo ao ensino de Botânica



Por Maríllia Monteiro Quinalha
marilia_quinalha@yahoo.com.br

Capa da história em quadrinhos "Como as plantas se reproduzem"
Muitas vezes, no ensino de Ciências e Biologia, a Botânica é uma área desvalorizada e negligenciada, situação que tem como causas principais as inúmeras dificuldades encontradas no processo de ensino. Geralmente, os conteúdos de Botânica são ensinados de forma teórica, consistindo na memorização de inúmeros termos científicos, um dos motivos que torna a área pouco atrativa.
O expressivo desinteresse pela Botânica também é decorrente da ausência de atividades práticas e de integração dessa área da Biologia com outras áreas do conhecimento científico. Além disso, a falta de associação desses conteúdos com o cotidiano dos alunos e a carência de materiais que possam auxiliar no processo de ensino-aprendizagem são fatores que influenciam, significativamente, o ensino de Botânica.
Assim, a história em quadrinhos “Como as Plantas se Reproduzem” foi elaborada com o objetivo de auxiliar as aulas de Botânica e Ecologia, bem como tornar essas áreas mais interessantes para os alunos. O material educativo é gratuito e possui uma abordagem interdisciplinar, com linguagem simples e informal. Somado a isso, sua proposta corrobora com os princípios dos parâmetros curriculares nacionais, que propõem o estudo das interações entre os seres vivos de forma mais ampla e integrada.
Entre os assuntos abordados no material, destacam-se a reprodução das Angiospermas (plantas com flores), a morfologia das estruturas reprodutivas desse grupo e aspectos ecológicos como a polinização e a dispersão de sementes. Desse modo, os professores de Ciências ou Biologia, durante suas aulas, podem utilizar a história em quadrinhos “Como as Plantas se Reproduzem” como material introdutório no ensino do conteúdo sobre a reprodução das plantas. Posteriormente, para reforçar o conteúdo teórico aprendido seria interessante realizar, por exemplo, atividades práticas ao ar livre, permitindo que os alunos possam reconhecer as estruturas florais e as interações entre as plantas e os polinizadores.

Para conhecer a cartilha e suas possibilidades de uso no ensino, confira o link abaixo.
http://www.ibb.unesp.br/Home/Departamentos/Fisiologia/ComunicacaoAnimal/hq_final_baixa-resolucao2.pdf

Sobre a autora: Bióloga e mestre em Botânica pelo Instituto de Biociências da UNESP de Botucatu, doutoranda em Ciências Biológicas (Botânica) pela mesma instituição. 


Compartilhar:
←  Anterior Proxima  → Inicio

0 comentários:

Postar um comentário

Seja um colaborador!

Postagens populares

Total de visualizações

Seguidores

Arquivo do blog

Tecnologia do Blogger.